Arquivo da tag: Antônio Duncan

Boji-Stone e “Rainbow” Boji-Stone

Olá a todos.

Gostaríamos de abrir espaço para esclarecer, discutir e escutar opiniões sobre uma leve polêmica que tem havido em relação ao Boji-Stone (que é uma marca registrada).

Uma de nossas principais referências quando se trata da energia dos minerais é o livro “O Caminho das Pedras”, de autoria do querido e saudoso Antonio Duncan (editora Nova Era) que traz, na página aqui mostrada, a foto de um par de Boji-Stone completamente diferente daqueles que estamos oferecendo. Ambos são da mesma localidade, mas o que vendemos não possui a iridescência daquele mostrado no livro.

Claro que várias pessoas, ao consultarem o livro, nos pediram “aquela lá, corada…”.

Bem, caros amigos, pesquisamos melhor o assunto, na internet e em livros, e descobrimos que, na verdade, o par retratado no livro é uma “Rainbow Boji” (Boji “arco-iris”), muito mais rara, e praticamente indisponível no mercado, e quando encontrada com aquelas características de cor e forma, apresenta preços acima de US$ 400,00 o par.

Esclarecendo então, o Boji-Stone é um par de pedras, de cor preta ou marrom bem escuro, uma delas apresentando textura mais lisa, que representa o feminino, e outra mais rugosa, representando o masculino, como se vê na foto abaixo, e que é o que se encontra no mercado.

Encontrado ao pé de uma colina que se assemelha muito a uma pirâmide, no coração dos Estados Unidos, o Boji-Stone autêntico passa por um processo de energização e ativação através da exposição à energia do sol, da lua, da terra e das águas.

Acredita-se que o Boji, por trazer em si a energia feminina e a masculina, traz o equilíbrio ao ser e às coisas, fazendo o balanço entre forte e fraco, claro e escuro, entre os opostos, enfim.

Quem quiser maiores informações sobre o Boji-Stone e também sobre outros minerais, é só nos consultar na seção contato.

Falecimento do Antônio Duncan

É com grande tristeza que comunicamos o falecimento, em 18/08/2007, do nosso grande amigo, guru e líder espiritual Antônio Carlos Duncan Júnior.

Tivemos o grato prazer de conhecê-lo, em 1986, quando nosso escritório ainda era localizado em São Paulo; nosso primeiro contato foi na Feira de Artesanato e Minerais que ocorria todos os domingos na Praça da República, e logo surgiu uma grande afinidade entre nós: estávamos ávidos por conhecer os fundamentos do uso esotérico dos minerais, que estava surgindo e crescendo exponencialmente no Brasil, e Antônio reconheceu de imediato nossa seriedade e nosso potencial como fornecedores confiáveis de uma ampla gama de cristais.

Imediatamente nossa loja em São Paulo ficou conhecida dos clientes e alunos do Antônio; com ele aprendemos a reconhecer em cada mineral/cristal quais são suas características mais importantes, permitindo-nos poder comprar as peças com as corretas especificações para que ele pudesse recomendá-las aos seus discípulos. Por outro lado, tivemos o orgulho de termos interagido com ele, buscando novidades tanto no Brasil como no exterior que muitas vezes ele ainda não conhecia, e então ele pesquisava as propriedades desse novo material o incorporava em seus cursos e em seu livro.

Mesmo após nossa mudança para Belo Horizonte em 1992 nosso contato com o Antônio continuou intenso, ele organizava duas vezes por ano grupos de alunos para visitar jazidas de quartzo em Corinto e Diamantina, e nos honrava com uma visita à nossa loja, o que nos permitiu conhecer centenas de clientes que de outra forma teria sido mais difícil encontrar.

Devemos portanto ao Antônio, sem demérito a outros caros amigos e amigas, a própria existência de nosso negócio de cristais esotéricos.

Dele nos despedimos com respeito e admiração.

Luiz e Luisa Menezes