Aditivo ao artigo sobre obsidiana e vidro-da-terra, outros vidros naturais, tectitos e fulguritas

Em nosso artigo anterior sobre as falsas “Obsidianas” ou “Vidros da Terra” fizemos uma comparação entre esses vidros sintéticos e os vidros vulcânicos naturais, que são as verdadeiras obsidianas.

Gostaríamos aqui de complementar o assunto, abordando outros 2 tipos de vidros naturais:

1 – TECTITOS

São vidros formados pelo impacto de meteoritos de grande porte; a violenta energia do impacto funde o solo e o expele ao espaço, em alta velocidade, o que provoca o rápido resfriamento e consolidação da massa fundida sob a forma de um vidro natural, que é chamado de TECTITO.

Conforme se pode ver na foto abaixo, a forma dos tectitos é normalmente ovalada, e a dimensão máxima raramente excede 5 cm ( há registros de peças com até 15 cm ); a textura a superfície é inconfundível: ela nunca é lisa mas sempre ranhurada e com cavidades superficiais esferoidais.



Os tectitos são normalmente marrons muito escuros, translúcidos. As notáveis exceções são a moldavita e o vidro da Líbia:

Moldavita – é um tectito de cor verde-garrafa, translúcido mas que pode ser transparente ( nesse caso podendo ser lapidado! ), formado pelo impacto, há cerca 15 milhões de anos, de um meteorito gigante na região da Bohemia e a Morávia, na República Tcheca ( ambas cortadas pelo Rio Vltava, cujo nome em alemão é “Moldau”, daí a origem do nome “moldavita” ), mas que espalhou moldavitas por outras áreas daquele país bem como na Áustria e na Alemanha.

A foto abaixo mostra uma moldavita de qualidade superior que, ao contrário dos outros tectitos, é transparente e apresenta saliências na superfície com espessura de até cerca de 3 mm. A foto seguinte mostra uma moldavita de qualidade mais fraca, sem as saliências superficiais, apenas translúcida e mais parecida com os tectitos convencionais ( distinguindo-se deles apenas pela cor verde ). A terceira foto é de uma moldavita lapidada em forma de cabochão.



Estima-se que até hoje já foram coletadas cerca de 275 toneladas de moldavitas!

Vidro da Líbia – é um tectito de cor amarelo-clara, formado pelo impacto de um meteorito gigante ou de um cometa no deserto do Saara, há cerca de 29 mlhões de anos, espalhando esse “vidro da Líbia” por uma área de 50 x 130 km, englobando o leste da Líbia e o oeste do Egito. As peças são translúcidas e muitas vezes transparentes, os tamanhos são normalmente de poucos centímetros mas há registro de peças de até 7 kg; assim como os demais tectitos a superfície apresenta ranhuras, estrias e pequenas cavidades esféricas. A foto abaixo foi obtida na página do grande comerciante e nosso caro amigo Alain Carion.



Outras variedades famosas de tectitos são:

Vidro de Darwin – encontrado na ilha da Tasmânia, Austrália, são também translúcidos a opacos, e exibem cor marrom a marrom-esverdeada.



Indochinito (já mostrado na primeira foto) – resultado do impacto de um meteorito gigante na região da antiga Indochina ( Laos, Vietnã e Camboja ), que além de espalhar tectitos pelo território desses 3 países também o fez sobre parte da Tailândia e do sul da China; os indochinitos são translúcidos e apresentam cor marrom muito escura.

Existem ainda inúmeros registros de ocorrência de tectitos em várias outras partes do mundo.

É impossível confundir tectitos ( assim como as obsidianas naturais ) com os “vidros da Terra” sintéticos: os primeiros são formados pelo resfriamento rápido de material fundido, viajando a altíssimas velocidades, enquanto que o vidro sintético é formado pelo resfriamento lento do material, parado dentro de um forno. Jamais foram encontrados tectitos ( mesmo as moldavitas e os vidros da Líbia, que podem ser transparentes ) de vários quilos absolutamente transparentes, como o “vidro da Terra” de 52 kg que nos foi oferecido pela Internet; e, mais importante, é impossível reproduzir dentro de um forno as feições superficiais de fluxo que estão sempre presentes nos tectitos.

2 – FULGURITA

É um vidro formado pela fusão de solos arenosos devido ao impacto de raios, elas têm normalmente o centro oco, têm forma aproximadamente cilíndrica, com os contornos externos irregulares e incrustados com grãos de areia; são sempre opacos e a cor varia dependendo da composição química da areia onde houve o impacto do raio ( normalmente a cor á cinza ou marrom ); há registro de fulguritas de até 4 m de comprimento! ( uma peça encontrada nas margens do Lago Congamond, no estado de Connecticut, USA, e que se encontra exposta no Peabody Museum of Natural History na Universidade de Yale, USA.


Como mensagem final, agradecemos a todos que nos acompanharam e apoiaram neste nosso ano inicial como “blogueiros”, e que tenhamos todos um excelente 2009.

Saúde, Paz e Prosperidade a todos!!!!!!

17 ideias sobre “Aditivo ao artigo sobre obsidiana e vidro-da-terra, outros vidros naturais, tectitos e fulguritas

  1. Pedro

    Prezado Responsável,

    Tenho um amigo que encontrou uma certa quantidade de obsidianas e gostaria de vendê-las. Sabemos que é difícel de encontrar a pessoa certa que compra esse tipo de mineral, mas se souberem de alguêm, poderia fornecer o e-mail ou telefone para que possamos entrar em contato.

    Responder
    1. Geraldo Barboza

      Olá,
      Sou interessado em Obsidiana, e, gostaria compra-las, se voces ainda a tem para venda.
      Entrem em contato comigo!

      Geraldo

      Responder
      1. Carlos Menezes

        Olá Geraldo, antes de mais nada, obigado por seu interesse. Temos sim várias amostras de obsidiana, mas como sõa de vários tipos e preços diferentes esotu encaminahdo a você via email mais detalhes, ok?
        Abs
        Carlos

  2. Marília

    Boa tarde, por acaso você tem lâminas (não para facas ou adagas, é como se fosse um espelho de 20×20) de obsdiana?

    Quais são os valores?

    Grata

    Responder
    1. Carlos Menezes

      Olá Marília
      Temos vários tipos de obsidianas mas lâminas infelizmente não temos.
      Abs
      Carlos

      Responder
  3. wilian

    Recentemente me ofereceram uma aerea dizendo que teria uma grande quantidade de “vidro-vulcânico”. Gostaria de saber onde faço analise para identificar que tipo de material é verdadeiramente o que tem na area.

    Grato,

    Responder
    1. Luiz Menezes Autor do post

      Prezado Wilian:

      Pelos motivos descritos em nosso artigo no site, não existe possibilidade de a ocorrência do “vidro vulcânico” nas terras que estão sendo oferecidas a você seja natural, assim sendo não se trata de material com qualquer valor comercial.

      Atenciosamente

      Luiz Menezes

      Responder
  4. Anneliese

    Olá, eu estive procurando por obsidianas e queria saber se vocês ainda tem disponível.

    Obrigado

    Responder
    1. Carlos Menezes

      Olá Anneliese

      Temos sim, de vários tipos como “lágrima de apache”, “flocos de neve”, “arco íris”, obsidiana dourada, etc.
      Vou colocar em nossa loja virtual algumas amostras na próxima sexta-feira, dia 8/10, e te aviso assim que estiverem disponíveis.
      Na loja você poderá vê-las e se gostar, optar por formas de pagamento e de remessa.
      Até breve.
      Carlos Menezes

      Responder
  5. Luiz Menezes Autor do post

    Prezado Cláudio:

    Conforme eu afirmeu no texto sobre “Obsidianas e Vidros da Terra” aqui no meu site com certeza a amostra que você encontrou na sua pescaria é um vidro artificial, sem valor comercial, e não uma pedra natural; não existem obsidianas verdes transparentes, e as bolhas de ar são prova contundente de que se trata de produto sintético.

    Saudações

    Luiz Menezes

    Responder
  6. Carlos Menezes

    Olá Alexandre
    O nosso querido Antonio deixou excelentes frutos em nossos corações e mentes!
    Das pedras citadas, a única que não recomendamos colocar em contato com sal é o Boji Stone. Um método bem eficaz de limpeza que o Duncam sempre me recomendava é usando um bastão de selenita.
    Abs
    Carlos Menezes

    Responder
  7. Hermínio

    Olá amigos gostaria muito de obter um exemplar de vidro do deserto da líbia.
    Saberiam dizer quem teria? Muito obrigado.
    Herminio.

    Responder
    1. Carlos Menezes

      Olá Hermínio
      Nós temos amostras do vidro da Líbia. Devo enviar em breve para seu email a cotação pedida.
      Abs
      Carlos

      Responder
  8. gustavo goulart

    prezado luiz
    estou interessado em comprar obsidianas pasra revender e lapidar pois tenho pedidos
    no brasil e no exterior. gostaria de saber o preço das obsidianas e quantos kilos pode me fornecer mensalmente.
    por favor me enviar email.
    abraços.

    Responder
  9. Claudio Silva

    Tenho duas peças de obsidiana na cor verde opaco e azul safira, as verdes são 3 peças com quase 1Kg , as azul safira dão um meio Kg, estou vendedo , se entenreça esse é meu wats (11)96759-8142

    Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *